Want your
own Fotopage?







 
Projeto Amigas da Leitura - Desde 2004

By: amigas da leitura vestibular

[Recommend this Fotopage] | [Share this Fotopage]
View complete fotopage

Tuesday, 5-Jul-2005 00:00 Email | Share | Bookmark
CHAVES PARA LEITURA DE: Moça com flor na boca

1. Autor
AIRTON MONTE nasceu em Fortaleza (1949) e nunca dela se mudou. Filho de Airton Teixeira Monte e Valdeci Machado Monte. Médico psiquiatra formado pela Universidade Federal do Ceará, cronista do jornal O Povo, comentarista de rádio, redator de televisão, letrista, teatrólogo, é essencialmente poeta e contista. Iniciou-se na revista O Saco, onde publicou contos. Um dos fundadores do Grupo Siriará de Literatura.
1.1 Bibliografia
Estreou, no gênero conto, com o volume O Grande Pânico (1979), seguido de Homem Não Chora (1981) e Alba Sangüínea (1983). Tem no prelo Os Bailarinos. Participou de algumas antologias: Os Novos Poetas do Ceará III, Antologia da Nova Poesia Cearense, Verdeversos e 10 Contistas Cearenses. Tem também um livro de poemas.
2. A Crônica
A crônica é um gênero textual híbrido que oscila entre a literatura e o jornalismo, pois é o resultado da visão pessoal, subjetiva do cronista ante um fato qualquer, no noticiário do jornal ou no cotidiano. Quase sempre explora o humor; ás vezes, diz as coisas mais sérias por meio de uma aparente conversa fiada; outras vezes, despretensiosamente, faz poesia da coisa mais banal e insignificante.
2.1 Características gerais

• Geralmente é publicada em jornais e revistas;
• consiste em texto curto e leve;
• tem por objetivo e/ou refletir criticamente sobre a vida e os comportamentos humanos;
• pode apresentar os elementos básicos da narrativa: fatos, personagens,tempo e lugar;
• o tempo e espaço são normalmente limitados;
• pode apresentar narrador-personagem ou narrador-observador;
• linguagem geralmente de acordo com o padrão culto formal ou culto informal da língua
2.2 Tipos de Crônica
Crônica narrativa: Menor que um conto e maior que uma piada, a crônica narrativa conta um episódio cativante cuja trama é leve e digestiva, envolvendo muita ação, poucas personagens e uma conclusão inusitada. O humor anedótico ou a critica mordaz são os traços mais comuns da crônica narrativa. “ O Doutor e Jumentinha”
Crônica lírica: A nostalgia e as emoções predominam, tentando traduzir poeticamente a linguagem dos sentimentos. “ Crônica Surrealista”
Crônica descritiva: Explora as características de seres animados e inanimados num espaço.Viva como uma pintura, precisa como uma fotografia ou dinâmica como um filme. “ Histórias do Cotidiano”
Crônica reflexiva: A interioridade do autor projeta-se sobre a realidade que o cerca, interpretando-a e registrando-a através de conjunturas, inferências do autor sobre um determinado assunto ou situação. “Os Goleiros”
Crônica metalingüística: o autor disserta sobre o ato de escrever, o prazer e a dor de expor o que lhe é mais íntimo e intrigante. “ Licença Poética”

3. Características da obra
Segundo Massaud Moisés, Airton Monte é um poeta do cotidiano, que é visto sob o olhar do autor como forma de expressar sua visão do mundo que o cerca. Seguindo temáticas recorrentes ao longo do livro, com singular maestria o autor aborda o mesmo tema de forma criativa e inteligente, instigando o leitor a com sua genialidade lingüística e poética, servindo-se do uso de metáforas, neologismos, ironia e sarcasmo. Auto-biográfico, autor e texto se fundem, visto que é nítido identificar determinados aspectos da forma como o cronista, vê o mundo, resultando na interação do leitor com o cronista, pois quem lê os textos diariamente publicados passa a acompanhar a evolução de um pensamento, a recorrência de um tema, as novas construções lingüísticas e até mesmo o humor do cronista. A extrema subjetividade garante o tom poético sobre situações que parecem sem significado para a grande maioria.


View complete fotopage


© Pidgin Technologies Ltd. 2008.

ns4008229.ip-198-27-68.net